segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

60 páginas todo dia / 2.000 páginas em 30 dias

Sobre o que eu falei que ia falhar miseravelmente nas metas do ano, comecei acertando, na meta de 60 páginas por dia em um mês não consegui ler todos os dias e muito menos atingir o que seria o total de 2000 páginas.



Mas olha que atingir 57% foi bem interessante, ainda continuo no meu desafio de 10000 páginas durante o ano.

Sobre essas metas e desafios, gostaria de esclarecer que não tento fazer ou cumpri-las com obrigação, é uma forma divertida de me fazer ler mais, sei que as vezes a gente pode se sentir obrigado a ler, eu só leio quando sinto vontade, mas saber que tem uma meta para cumprir me deixa mais focado em continuar lendo, me faz lembrar que tenho que ler mais.

Vamos ver o quão longe conseguirei chegar. :)

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

As Areias do Tempo - Sidney Sheldon


Faz um certo tempo que não leio Sidney Sheldon e não sei por qual motivo demorei tanto pra voltar a lê-lo. Nesta estória encontramos romance, política, reviravoltas e tudo da forma intensa que Sidney Sheldon sempre faz.


Gostei bastante da exploração sobre o passado de cada personagem, podemos entender o por quê de agirem de certa forma, o que os levou a escolher seu estilo de vida. Falando em estilo de vida, já ia me esquecendo de falar, neste livro somos apresentados a guerrilheiros do país basco e à freiras que estão fugindo de um convento que foi invadido pelo exército espanhol.

Falando em passado, não podemos aceitar toda a descrição de cada personagem apenas como uma forma de justificar suas ações, mas também como uma forma de criar todo um contexto, no decorrer de cada capítulo somos levados a observar mais atentamente cada personagem principal, e de uma hora pra outra somos levados a conhecer seu passado, tornando assim a estória mais real para nós ou até mesmo nos fazendo entender cada vez mais os sentimentos dos personagens

Talvez alguns se cansem com as fórmulas de Sidney Sheldon, mas eu não consigo, ele consegue transformar aquele "mulher em perigo correndo para salvar sua própria vida e se tornar uma heroína" ter graça cada vez mais em cada estória. Principalmente nesta, temos até mistério, uma organização secreta aparecendo e se infiltrando, sério, como não gostar?

Planejo ler mais Sidney Sheldon esse ano, e espero que esse seja o primeiro de muitos.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Canal do blog no Telegram

Uma das coisas mais interessantes da internet hoje em dia é pode acompanhar qualquer coisa em tempo real. Redes sociais como Twitter e Snapchat possibilitam isso oferecendo aplicativos que você pode compartilhar informações de texto e multimídia com seus conhecidos ou público.

Ao meu ver o Twitter é e continuará sendo uma das minhas redes sociais favoritas, o Snapchat não me apetece muito, acho o aplicativo muito pesado, pouco amigável para quem tá começando, sem contar que praticamente o compartilhamento dele é apenas de fotos e vídeos, e sempre fui a favor de conteúdo mais leve para poder usar em qualquer conexão. Por isso lhes apresento o canal do blog:

http://telegram.me/blogdodaniel

O Telegram foi uma das minhas principais escolhas, pois além de servir como mensageiro, utilizar diversos bots, também poderei compartilhar informações rapidinho, como se estivesse escrevendo uma mensagem para um amigo. O twitter faz muito bem esse papel, mas o conteúdo fica muito perdido entre outras mensagens, o usuário teria que abrir meu perfil para entender o que estou falando em várias mensagens de 140 carácteres, no telegram o download das mensagens permite que você veja e consulte tudo offline. Ahh.. Poderei até compartilhar áudio, vídeo e fotos.

Por quê assinar? Simples, tenha acesso exclusivo a informações futuras que serão escritas no blog. Seja alertado sobre novos posts. E muitas coisas que virão e avisarei por lá. :)

Inscreva-se: http://telegram.me/blogdodaniel

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Quando Cair o Verão & Outras Histórias - Amelia Williams & outros autores

"Quando cair o verão,
O Senhor do Inverno se erguerá.
Ao clamor da escuridão
A Dama Fria os olhos abrirá."

Sou até suspeito em comentar qualquer livro de Doctor Who, mas Quando Cair o Verão & Outras Histórias é realmente especial.

As estórias apresentadas de alguma forma foram utilizadas na série entre os episódios da sétima temporada (que são: The Bells of Saint John, The Angels Take Manhattan e The Snowmen), não necessariamente é obrigatório assistir aos episódios e depois ler o livro, mas eles darão um pano de fundo a cada estória retratada no livro.

Em especial gostaria de destacar a introdução do livro e uma entrevista com a personagem Amelia Williams apresentada no final, são bem especiais pois trazem muitas referências, posso até dizer, referências emocionantes à série, quem assistiu, sabe que a despedida dos Ponds foi bem triste e emocional.

Não consigo eleger uma estória melhor que a outra, para mim teve e tem uma forma especial de utilizar elementos da série, e Doctor Who tem disso, há muitas opções de personagens e situações que durante 50 anos servem de pano pra muita manga. Mas chamo a atenção em especial à Quando cair o verão, a estória é recheada de aventura mas num tom infantil, aqui podemos ver puramente Doctor Who em ação, sem ser propriamente dito Doctor Who.

As outras duas estórias, O beijo do anjo e O demônio na fumaça são aventuras que não precisam e nem tem a presença do Doutor, mas que conseguem garantir seu lugarzinho em aventuras animadas e cheias de mistério.

Garanto que ler "Quando Cair o Verão & Outras Histórias" será uma ótima leitura sem arrependimento, como falado não é obrigatório assistir aos episódios e depois ler as estórias, mas se tiver a oportunidade garantirá todo um universo e contexto nelas
..

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Book Haul Janeiro/2016

Depois de tanto tempo sem comentar sobre minhas compras, havia esquecido de comentar o que chegou por aqui em Janeiro:



Nunca li nada do Tolstói, mas não podia perder essa oportunidade, a Amazon estava com uma promoção dos boxes, e as edições pareciam ser bem feitas (e são!), como sou curioso sobre a Rússia, passei o cartão e coloquei as edições na estante. 

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Metas para 2016

Nesse ano de 2016 gostaria muito de descontar o atraso de 2015, e então resolvi fazer algumas metas eis:

12 livros para 2016:

  • Terminar 12 Doutores, 12 Histórias
  • Terminar Memórias de Sherlock Holmes
  • Terminar Almanaque dos Anos 80
  • Terminar a Bíblia (Tradução do Novo Mundo da Bíblia Sagrada)
  • Star Trek: The Original Series 365
  • Steve Jobs
  • Os Últimos Dias de Nossos Pais
  • Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer
  • O Prisioneiro dos Daleks
  • Em Chamas
  • A Esperança
  • Cidade da Morte
Esses livros reunidos somam o total de 6195 páginas segundo o meu Skoob, vou tentar fazer o meu melhor com eles, visto que normalmente não consigo ler o que determino, por isso falho miseravelmente nas TBR.

60 páginas todo dia / 2.000 páginas em 30 dias:

Comecei essa brincadeira no dia 21/01/2016, daqui a pouquinho posto qual foi o resultado.

10.000 páginas em 2016:

~risos~
Não custa tentar, né? Se eu continuar seguindo a meta diária de cerca de 28 páginas por dia, conseguirei cumprir tranquilamente, mas ninguém sabe o quão vou me atrapalhar.


Essas metas não são uma forma de me obrigar a ler, mas sim meio que me fazer ler mais, saber que eu preciso exercitar essa habilidade, no final de 2015 eu estava bem desacostumado em pegar um livro ou até mesmo o Kindle. Em 2016 quero continuar estudando em casa e lendo alguns livros para me divertir, esquecer um pouquinho o terror chamado faculdade.

E vocês? Quais as metas para 2016?

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Aventuras Inéditas de Sherlock Holmes - Sir Arthur Conan Doyle

Não esperava muito deste livro, até por quê, provavelmente ele foi de uma leva de livros de Sherlock Holmes que comprei a pelo menos mais de três ou quatro anos e a leitura foi sendo escanteada, mas como estou começando a pegar gosto por Sherlock Holmes novamente, começo a leitura e pá! Fui surpreendido.

Este livro nada mais é do que uma coletânea de contos nunca publicados do Sherlock, na verdade podem ter sido publicados a muitos anos atrás e outros mantidos inéditos pelo próprio Conan Doyle, muitos deles tem sua verdadeira autoria duvidosa, mas quem já leu alguns romances do Doyle com certeza conseguirá relacionar as estórias ao autor com alguma pequena facilidade, pois encontramos diversas formas de escrita, como peças de teatro e textos diferentes, até mesmo algo que deveria ter sido o começo de Sherlock e Watson.

A leitura foi agradável e ao mesmo tempo cansativa, pelo menos logo nas primeiras 30 páginas temos uma introdução sobre a coletânea e o responsável pela coleta dos textos resolve explicar todos os textos de uma vez só, acho que ficaria mais natural se o formato fosse: INTRODUÇÃO + TEXTO, mas dá pra se divertir, o responsável pelas introduções não fez nenhum spoiler sobre as estórias e explica como a obra foi achada ou quanto tempo fazia que a mesma havia sido publicada.

Também somos agraciados com alguns textos escritos pelo próprio Doyle em forma de pequena biografia, também entrevista e uma avaliação das dez melhores estórias segundo o próprio autor.

Para os admiradores de Doyle e Holmes, este é um livro para se divertir com estórias mais amadoras, mais divertidas do detetive mais conhecido no mundo.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Colega de Quarto - Victor Bonini

Esbarrei nesse livro em uma comunidade sobre Agatha Christie no facebook, prometeram ser algo parecido com os escritos dela, mas será mesmo?

Não posso dizer que fiquei bem tentado a ler um romance policial de um autor diferente, eu gosto da escrita de diversos autores, mas quando lemos uma estória montada por um autor desconhecido, a coisa parece nova, foge da mesma fórmula comum que estamos acostumados.

E a estória é bastante diferente do que estamos acostumados com certeza, não há um suspeito de assassinato, apenas um possível suicídio, mas graças à Conrado Bardelli, um simples suicídio se torna um grande mistério, fui bastante enganado em diversas partes da estória.

E a melhor parte? É que a trama surgiu em um apartamento e foi parar como um possível escândalo em uma corporação.

Se eu gostei da escrita do Bonini? Sim e não, achei um pouco cansativa e enjoativa em certas partes, em outras foi excelente. Algo que eu gostaria de falar é sobre como ele chama os personagens, ele usa e abusa das possibilidades de reconhecer um personagem, por exemplo, logo no início conhecemos Conrado Bardelli, um advogado que também é detetive, em várias partes da estória Bonini chama o personagem de Conrado, em outras Bardelli, até mesmo fala sobre o advogado e o detetive; são possibilidades, certo? Ele não está errado, mas o mesmo acontece com vários outros personagens, além disso, achei bastante estranho essa forma de tratamento das pessoas, na maioria das vezes tratando-as pelo sobrenome, às vezes demorava pra entender que eu já conhecia aquele personagem.

Mesmo assim, parecido com Agatha Christie são apenas o ato do detetive revelar como os fatos aconteceram, algo à la Poirot, como já falei e vou repetir, foge do que estamos acostumados, o mistério começa a sofrer várias reviravoltas no finalzinho do livro e toda a investigação de Conrado se torna bastante interessante, pois tudo parece estar intrincado ao mistério.

Nota: 4 estrelas

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

TBR Fevereiro/2016


Estou sendo realista no início desse mês, apesar do fim da faculdade, ainda estou estudando pra uma aperfeiçoamento on-line, um concurso público e cuidando da clínica, por isso, os livros a serem lidos serão:
  • Almanaque Anos 80;
  • Aventuras Inéditas de Sherlock Holmes;
  • Contos Completos do Tolstói (01 conto).
Ano passado pensei em começar a falar sobre contos a cada 15 dias, infelizmente não consegui fazer as resenhas, mas como é fácil sempre estar com o Kindle e o celular, tentarei começar a ler e fazer as resenhas para o blog, li alguns ótimos e tentarei reler novamente e indicar aqui. Sempre focarei em contos que achei de graça na Amazon e que sejam fáceis e rápidos de ler, pois o intuito é ser uma dica de leitura dada no início da semana e que possa ser lido em algum momentinho de ócio.

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Lidos em: final de 2015 e Janeiro/2016

A correria com o final da faculdade foi tão grande que não tive tempo de ler muito e nem de escrever o lidos do mês, mas de outubro à dezembro de 2015 e janeiro de 2016, eis os livros que li:

  • Terminei o volume 1 de Dom Quixote; \\o//
  • Terminei Colega de Quarto;
  • Terminei Memórias de Sherlock Holmes;
  • Iniciado Aventuras Inéditas de Sherlock Holmes;
  • Iniciado volume 1 de Contos Completos do Tolstói;
  • Continuando Almanaque Anos 80;
  • Terminei 12 Doutores, 12 Histórias.
Os livros terminados foram os que literalmente mais se arrastaram durante o ano de 2015, alguns começados em 2014. Para 2016 estou com alguns projetos que falarei mais sobre para vocês em um próximo post.

Como foi as leituras de vocês e o que planejam fazer em 2016?