sábado, 10 de outubro de 2015

Minhas Tardes Com Margueritte (La tête en friche, 2010)

Para mim foi um dos filmes mais fofos dos últimos tempos, e pra aumentar a fofura da história, há LIVROS!!!

Na história encontramos o personagem Germain (Depardieu) que é um homem de talvez quarenta anos, com pouca leitura e vivendo uma vida sem esperanças no que se refere em ter uma família feliz, visto que sua mãe aparentemente não gosta dele e que não faz ideia de quem seja o homem que talvez seja o pai do seu filho.

Talvez eu tenha esquecido de falar, mas o filme é francês, não sei se alguém além de mim sempre assiste a filmes estrangeiros com um pé atrás e depois acaba gostando demais do enredo.

Eis que em uma tarde, Germain encontra uma senhora que está lendo no parque, esta senhora chamada Margueritte (Casadesus) o apresenta aos livros, lógico que com um certo medo e reprovação, ele vai entrando nessa amizade entre a senhora e os livros.

O resultado disso é o que acontece com qualquer leitor, Germain começa a ver um mundo diferente, as pessoas estranham, ele não gosta da mudança e pensa em desistir, lógico que Margueritte tentará ajudá-lo.

O filme não se baseia só nisso, é interessante, visto que ele pode atingir os amantes da literatura, mas o que o torna mais interessante e emocionante é toda essa questão de relacionamentos, família e amizades, no geral, como é complicado viver.

Assistido: na Netflix

Nenhum comentário:

Postar um comentário