sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Extraordinário - R. J. Palacio

Só depois de ler e ver muita recomendação sobre Extraordinário é que resolvi dar uma chance, vamos lá.

O que esperar de Extraordinário? Tudo! Auggie sofre de uma síndrome (Síndrome de Treacher-Collins, pesquisei no Google, sou o louco da estomatologia e gosto de entender algumas síndromes) e por isso ele vive dentro de casa isolado do mundo, sendo ensinado pela própria mãe, mas até certo ponto não daria para ele continuar do mesmo jeito, era necessário que algo mudasse, e essa mudança é que será retratada no livro.

Auggie estudará numa escola regular, ou seja, com outras crianças, e infelizmente graças as alterações que ele possui, a mudança não será fácil, com isso identificamos um garoto de 10 anos bem mimado, talvez algo até justificado pela super proteção dos pais, e que precisará lutar contra certos aspectos que ele possuía, e encarar o mundo com outros olhos, o bullying é mostrado no livro de uma forma bem interessante, pois vimos que o Auggie tinha apenas duas opções, continuar a ser o bebê mimado ou crescer e enfrentar o mundo.

É um livro bastante inspirador, um misto de superação, o valor da amizade e de como a vida realmente é, achei emocionante, não tão mil maravilhas como falam, mas vale a pena ler.

Nota: 5 estrelas

sábado, 22 de agosto de 2015

Entre Segredos e Mentiras (All Good Things, 2010)

Para mim foi um dos filmes um tanto que difícil de assistir, o começo foi bem chatinho, muito lento e bem despretensioso, mas aí dei uma chance e a história me tomou.

Acompanhamos a vida de David Marks e sua mulher Katie, desde quando eles se encontraram p
ela primeira vez e até o fim. Eu mesmo não sabia que o filme se baseava em um caso real que nunca foi solucionado, mas a dica começa quando percebemos que um velho David está testemunhando.

Começamos com um romance, uma vida perfeita para um casal jovem que vive todas as coisas boas que a vida pode oferecer, só que não sei por quê, mas o próprio título em inglês me remete a outra frase: All Good Things.. Come to an End (é o título de uma música da Nelly Furtado!!), ou seja, todas as coisas boas chegam a um fim. Mas infelizmente tudo muda, a vida do casal começa a ficar diferente quando David aceita voltar a trabalhar para o pai, um casal que não dava valor ao dinheiro começa a viver os benefícios de um dinheiro um tanto estranho.

David Marks começa a desenvolver raiva pela mulher quando ela descobre algo sobre o seu passado, algo que afetará o futuro dos dois, algo que destrói um sonho dela (amo fazer mistério), o casamento começa a ficar abalado, e David começa a mudar cada vez mais, a ficar violento, e a partir daí eu comecei a ficar com muito medo.

O mistério começa a rondar o filme, tem mortes, tem um quê de máfia, tem muito mistério, e tudo isso termina como na vida real, Katie desapareceu e ninguém sabe nada sobre o caso, sendo seu marido o principal suspeito até hoje.

Assistido: na Netflix

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Is Everyone Hanging Out Without Me? (And Other Concerns) - Mindy Kaling

Acho que se você não assistiu a The Office ou The Mindy Project, deveria fazer isso correndo. Mindy é uma comediante americana super engraçada, ela usa e abusa de diversas formas de fazer comédia, por isso esse livro com memórias sobre o início de sua carreira deve ser lido por quem admira o trabalho que ela faz.

Em Is Everyone Hanging Out Without Me? (And Other Concerns) conta sobre sua infância até sua entrada numa das séries mais inteligentes e engraçadas da TV americana, acompanhamos ela em diversas fases de sua vida, escola, amizades, primeiro emprego e relacionamento com outras pessoas.

E como se trata de Mindy, logicamente vamos rir da piada mais idiota até a situação mais constrangedora, e sempre que possível, teremos também várias imagens, o mais engraçado é que em um dos capítulos ela fala que é viciada em tirar fotos no celular para ver como está, e sempre se esquece de apagá-las, então temos várias dessas fotos lá.

Não sei se outros fizeram isso, mas eu passei o livro inteiro lendo com a voz dela na minha cabeça, aquela vozinha que começa a falar e só para depois de dois minutos, ou seja, a leitura corre que é uma beleza, e o inglês é bem básico, mas infelizmente cheio de algumas gírias.

Citação favorita:
What I've noticed is that almost no one who was a big star in high school is also big star later in life. For us overlooked kids, it's so wonderfully fair. 
O que eu tenho visto é que quase nenhuma das grandes estrelas da escola são grandes estrelas mais tarde na vida. Para nós crianças pouco notadas, é tão maravilhosamente justo.
Nota: 5 estrelas

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Resumo 4ª Semana 27/07-03/08/15 #MLI2015

Da última atualização para essa, foram apenas 119 páginas de Toda Luz Que Não Podemos Ver.

Fechamos a maratona literária de inverno com os seguintes números:

  • 784 páginas lidas;
  • 2 livros concluídos + 61% de outro;
  • Faltaram dois livros e um conto.
Foi bom? Foi. Poderia ser melhor? Com certeza. :s

Já não bastava eu ter me atrasado nas leituras, atrasei também na postagem dos resultados, mas as coisas estão corridas na faculdade e não tive tempo de parar para poder escrever este post, de qualquer forma, possivelmente poderei participar de uma próxima maratona.

P.S.: Dei uma farrapada no Papo Livresco, mas espero que no próximo mês eu possa voltar novamente no dia 15.

Até a próxima. :)

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Ensaio Sobre a Cegueira - José Saramago

Muitos anos atrás li uma biografia sobre José Saramago, e depois de vários anos me atrevi a ler um livro dele. Sabia que a escrita de Saramago é um pouco diferente do que estamos acostumados com os outros autores, além de ser escrito em um português de Portugal leve e fácil de ente
nder, infelizmente o autor possui um estilo próprio onde esquece o que são parágrafos, diálogos e pontos, por isso algumas vezes se torna difícil identificar qual personagem está falando.

A estória é algo em torno de suspense, thriller e romance, iniciamos a leitura com uma pessoa que se torna cega de uma hora pra outra dentro de seu carro no meio do trânsito e gritando que está cega, mas o mistério não termina aí, muitas outras pessoas vão ficando cegas também, tornando-se um caos em âmbito nacional, o governo toma medidas para que o problema não se espalhe, já que provavelmente é um problema contagioso e a partir daí começamos a analisar o lado não humano da humanidade, na verdade, percebi que o livro tem um quê de drama psicológico por causa disso, visto que como espectadores podemos ver o desenvolvimento de um problema e acompanhá-lo. Na verdade a cegueira em si não se torna a questão principal do livro, em certo momento o comportamento das pessoas que estão cegas é que realmente começa a chamar nossa atenção.

Não sei se isso se repete em outros livros do autor, mas assim como os cegos do livro consideram, não há importância de saber o nome das outras pessoas, só identificamos as pessoas pelos seus "títulos", o médico, a mulher do médico, a rapariga dos óculos escuros, e por aí vai, realmente não se faz importante conhecer cada um por seu nome, afinal de contas, qual a importância mesmo?

Mas apesar do mistério principal sobre o por quê dessa epidemia, outro mistério surge, e lógico que não vou fazer spoiler, o fim pode ser interessante ou decepcionante dependendo da vontade do leitor.

Apesar de tudo, não gostei da falta de informações do mundo "exterior", só sabíamos que aquele país específico estava sofrendo com a cegueira, mas gostaria mesmo de saber como o resto do mundo estava lhe dando com essa situação.

Citação favorita:
[...]São palavras certas, já éramos cegos no momento em que cegámos, o medo nos cegou, o medo nos fará continuar cegos[...]*

Nota: 4 estrelas
* A citação está na gramática portuguesa e seguindo o estilo do autor.

sábado, 8 de agosto de 2015

A Garota Ideal (Lars And The Real Girl, 2007)

O filme tem um quê de comédia e drama, nele conseguimos acompanhar a vida de Lars, uma pessoa que tem dificuldade de se relacionar com outras pessoas, só que isso mudará quando ele receber sua futura namorada Bianca, uma boneca inflável.

É interessante perceber que conseguiram abordar sobre transtornos mentais de uma forma tão séria e tão leve ao mesmo tempo, conseguimos rir do personagem do Ryan Gosling, mas também sofremos em certos momentos, pois ele consegue desenvolver hábitos de um relacionamento real com uma boneca, o mais importante foi como o personagem foi ajudado, a família e a comunidade se envolveram bastante, de uma forma que o Lars conseguiu perceber que algo estava errado.

Sobre a ajuda que deram ao Lars, uma indicação médica, não sei se realmente isso seria indicado ou tratado da mesma forma na vida real, mas o esforço foi enorme, mobilizando pessoas da igreja dele, amigos de trabalho, conhecidos... certos momentos eu até suspeitei de gente se aproveitando da situação, e eu ri.

A atuação do Ryan foi surpreendente, no primeiro momento achei que o filme tinha apenas a pretensão de ser humorístico, mas no fim das contas o assunto foi tratado de forma séria e bastante real, nada de exageros, algo que começa com o sentimento de vergonha em manter contato com outros tornou-se algo surreal de forma natural e não em um piscar de olhos, (precisei olhar na Wikipédia) e com certeza consegue desenvolver-se bem como um drama e como uma comédia.

Apesar da estória ser um pouco esquisita, é uma bela lição para aqueles que querem entender um pouco sobre como pode surgir algum distúrbio mental, ou até mesmo como agir e ajudar.


Assistido: na Netflix

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Alice - Lewis Carroll

Nunca fui de ler clássicos da literatura infantil, mas a experiência de ler Alice foi bastante interessante.

O que mais gostei foi a incrível simplicidade da estória, talvez tenha sido a tradução que foi excelente (ganharam até prêmio), lógico que temos uma linguagem mais rebuscada visto que foi publicado em 1865, mas é algo fácil de se entender, como falei, ele é um clássico da literatura infantil, e ao pensar sobre quem poderia ler esse livro, me veio a cabeça aquela cena clássica de um pai ou uma mãe lendo o capítulo de um livro para o filho antes de dormir.

Podemos analisar características do comportamento de uma menina inglesa do século 19, fiquei admirado que, por exemplo, ela tentava recitar poemas que aprendeu, hoje em dia duvido que ensinem poemas (e que os alunos os aprendam) na escola. Achei bem estranho certas partes da estória onde a Alice cresce e encolhe loucamente de acordo com o que comia ou tomava, não sei se levo para o lado didático da coisa ou para o lado das drogas, mas eu ri um pouquinho,

Esta edição da Zahar é perfeita, muito barata, pocket, capa dura e cheia de ilustrações originais de John Tenniel, reunindo os contos Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Através do espelho e o que Alice encontrou por lá.

Nota: 5 estrelas

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Sobre as postagens do blog

Me inspirei num post do The Blue Blog e resolvi organizar o blog, com postagens programadas, assim posso gastar alguns dias escrevendo e usar outros organizando o blog e minha vida, acho que não vou me cansar de falar disso, mas estou terminando a faculdade este ano, então se outras coisas não estiverem bem programadas ou elas não acontecerão ou me atrapalharão.

Vamos a programação?
INÍCIO DE MÊS
(Mensal)
Logo nos primeiros dias de cada mês farei os posts de lidos do mês anterior e os de book haul, ou seja, o que chegou. Também tentarei fazer os posts de TBR. Esses posts não terão dias definidos, mas terão prioridade de acontecer todo início de mês.

DIA 15
(Mensal)
Todo dia 15 posto o Papo Livresco, um post sobre algo relacionado aos livros ou ao mundo literário atual.

SEGUNDA-FEIRA
(Quinzenal)
Ainda não sei quando começarei, mas serão resenhas de contos que encontrei na Amazon, como a segunda é um dia corrido, darei prioridade a leituras rápidas.

SEXTA-FEIRA
(Semanal)
É dia de resenhas, então sempre vou postar as minhas últimas leituras de livros. Provavelmente posso falhar em todos os dias, mas a meta é uma resenha nova toda sexta.

SÁBADO/DOMINGO
(Quinzenal)
Farei postagens de filmes e séries que assisti recentemente, de preferência coisas que não estão muito divulgadas, pra fazer a linha meio hipster aqui no blog. :)

Todos os posts serão publicados normalmente às 08:00. E as postagens que ainda não começarem a acontecer em agosto, deverão começar em setembro, pois como falei, a maioria dos meus posts estão sendo programados, estou me organizando muito, então sempre que tenho uma ideia começo a escrevê-la no Evernote, leio, releio, conserto e acrescento informações, quando tenho um tempinho sento na frente do computador, edito, coloco imagens e faço a programação deles.

Muita coisa está por vir, por isso peço paciência e que continuem visitando o blog.

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Book Haul Junho-Julho/2015

Esqueci de fazer o haul de Junho, graças a correria da volta do blog, muita coisa que estou revisando e também as leituras, mas ambos os meses renderam bons livros para próximas leituras, vamos lá.

E-books

  • Winger
  • O Cotidiano da Espera
  • Minha Filha Também
  • Singles 44, 63 e 66
Peguei Winger numa promoção da Amazon que dava desconto de vinte reais, ou seja, paguei menos de dez nele. Os outros livros peguei de graça, todos eles são da KBR e estiveram em promoção, estou tentando dar uma chance a essa editora que critiquei na última resenha, só que estive analisando esse Singles que é uma espécie de revista com crônicas semanais, achei legal, gostei da ideia e comprei em pré-venda o volume 99, quando fui ler a descrição me assustei, as crônicas são publicadas ao longo da semana e no domingo eles reúnem todas e cobram 2,99, meio ridículo isso, pois posso fazer a mesma coisa de graça usando o Calibre, cancelei na hora a compra.

Livros
  • Cidades de Papel
  • Os Últimos Dias de Nossos Pais
  • Toda Luz Que Não Podemos Ver
  • Eu, Você e a Garota Que Vai Morrer

Boa parte deles são livros queridinhos do momento, não pude deixar de cair no hype e comprá-los, para quem não sabe "Os Últimos Dias de Nossos Pais" é do Joël Dicker, autor que li e espero muito de seus próximos livros, na verdade, este livro é o seu primeiro que foi lançado recentemente por aqui.

Espero que as leituras de agosto consigam ser boas, mesmo com as aulas começando.

P.S.: Falando em aulas, para quem não sabe, este é meu último período da faculdade, ou seja, vai ser muita correria, mas estou tentando me organizar e em breve escreverei um post falando sobre algumas questões sobre o blog, e não, não vou parar ele novamente.

E vocês, como foram as compras de livros em junho/julho?

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Lidos em Julho/2015

Mês de maratona e eu pensei que ia fechar bem, né? Só que não, vamos a listinha?

  • Terminei Cidades de Papel
  • Assassinato na Casa do Pastor
  • Mortalha da Lamentação
  • 211 páginas de Toda Luz Que Não Podemos Ver
Não foi tão vergonhoso, mas eu poderia ter melhorado a lista de leituras, infelizmente fui engolido pelos monstros do flop e da preguiça, no fim das contas foram leituras bem agradáveis, e boa parte das resenhas já estão sendo produzidas. :)

Ahh.. Amanhã sai meu book haul!

E como foram as leituras de vocês em Julho?