sexta-feira, 22 de agosto de 2014

O Jovem Sherlock Holmes: Nuvem da Morte - Andrew Lane

Fiquei com um pé atrás quando vi que existia uma série de livros que falava de um jovem Sherlock Holmes, e que ainda por cima não tinha sido escrito por Conan Doyle, como faz pra descobrir se é bom? Lemos.

Quando iniciei a leitura, um certo preconceito brotou, mas foi sumindo a medida que as referências a um passado que realmente poderia ter sido vivido pelo personagem foram surgindo, não vemos um adolescente chato, ou um Sherlock Holmes metido a esperto, vemos uma criança que entrou na adolescência, que está longe da família e se sente inseguro, e que está começando a desenvolver suas habilidades.


Sobre os personagens, existem vários parentes do cânon que são citados na estória, e também outros que não conhecia, ou que pelo menos não tenho certeza de serem originais de Doyle, mas que são importantes e essenciais para o bom desenvolvimento da estória.


As coisas começam a ficar melhores cada vez mais quando o personagem vai se desenvolvendo e o autor vai ampliando seu campo de narração, Andrew Lane usa e abusa das possibilidades que a Inglaterra pode dar para uma aventura, sejam embarcações ou o que o subterrâneo tem de mais assustador, ele vai citar detalhes que vão fazer que o livro realmente vire um filme na sua cabeça.

Para quem gosta do personagem, indico a leitura, talvez Conan Doyle não teria desenvolvido o passado de Sherlock Holmes desse jeito, mas é uma boa versão do que poderia ter sido escrito, tudo se liga corretamente com a época, com o que é realmente oficial aos escritos do criador do detetive mais famoso da literatura.

Quero ler a continuação que já está na espera, quero a coleção toda, quero algo tão bem desenvolvido quanto este livro. Nota 10!

Nenhum comentário:

Postar um comentário