segunda-feira, 23 de junho de 2014

Homem-Máquina - Max Barry


Essas promoções de livros por menos de 10 reais nos trazem belas surpresas, viu? Mesmo no finalzinho de um período, consegui devorar o livro sem perceber, mas isso se deve a ótima escrita de Max Barry.

Charles Neumann é super dependente do seu smartphone, ele começa a fazer certas loucuras para achá-lo, era como se sua vida dependesse daquele aparelhinho para acontecer, -isso foi meio tocante para mim, pois na mesma época meu celular tinha dado um 'tilt', então meio que me serviu de alerta para não surtar-, depois de achar o celular e ficar meio distraído, Charles sofre um acidente que faz perder uma perna, entre revoltas e sua super-inteligência ele constrói uma espécie de perna que é "melhor" que a sua antiga.

É quase que inacreditável ver o desenvolvimento crescer aceleradamente para a construção de uma prótese perfeita, a partir daí tudo é possível, e você vê como parece ser real certas pesquisas, mas aí fechamos o livro e lembramos que é apenas ficção.

Max Barry cria um ótimo ambiente, mostrando facetas interessantes do personagem, mas infelizmente a coisa começa a ficar pesada, parece que uma dose de loucura e de super-proteção por parte da empresa fazem que surja o Homem-Máquina. É meio complicado falar sobre este livro sem soltar algum spoiler, por isso falarei apenas uma coisa, o livro seria um ótimo blockbuster, tem tudo que é preciso para ser exibido em 3D: perseguição, revolta, romance e tudo o que você puder imaginar, mas o final é simplesmente uma surpresa desagradável, como falei, teve uma pitada de loucura, mas não só do personagem, e sim no desenvolvimento da estória, acho que o livro merecia algo mais. Visto que foi escrito e postado no blog do autor, aonde o Barry lia as dicas de seus leitores e saia reescrevendo os capítulos baseando-se na opinião deles, acho que o fim foi algo meio que precipitado, parece que ele queria dar um basta na estória e só aquilo poderia ser o fim. Será que ele leu mesmo a opinião de todos?

Mas mesmo pelo fim horrível, a leitura de Homem-Máquina pode nos preparar para um cenário do que pode ser o futuro do mundo, a estória até certo ponto é ótima e irá prender sua atenção. De certeza, foi a melhor ficção que eu li até o momento, algumas vezes eu fico pensando quando vai ter uma continuação, pois realmente a estória é digna de uma continuação.

Nota 10!

Nenhum comentário:

Postar um comentário