sexta-feira, 4 de abril de 2014

Jimmy Corrigan, O Menino Mais Esperto Do Mundo - Chris Ware

Capa e contra-capa
Não sei o que me levou a adquirir Jimmy Corrigan, só sei que fiquei com muita vontade de ler, aproveitei uma oportunidade e comprei.

Comecei a lê-lo no início das férias, ou seja, não tinha motivo pra pressa, mas infelizmente eu estava me forçando a acabar o livro para ver se conseguia encontrar algo legal nele. O livro é bem dinâmico, tem piadinhas e informações em toda parte, desde a parte interna da capa, até a contra-capa, é meio que uma leitura dinâmica, você encontra texto puro, só imagens, desenhos para serem cortados e montados, e cartõezinhos com informações.

Mas chega de tentar explicar o livro!

Os tais cartõezinhos, com a letra muito pequena.
Jimmy Corrigan é um homem "comum" que não conhece seu pai, aparentemente tem alguns problemas sociais, e magicamente recebe um convite do pai para conhecê-lo, sim, sem necessidades de explicação nem nada. Com o detalhe que ele praticamente foge da mãe que vive numa espécie de casa de "repouso".

No desenvolvimento da estória temos várias, como posso dizer... várias linhas de acontecimentos, tem a imaginação dele que é enorme, também vemos cenas da infância de seu avô e pai, mas nada disso flui naturalmente, uma hora estamos na sua imaginação, depois na vida real, depois pulamos para a infância de Jimmy, voltamos pro presente e depois para o passado de seus ancestrais. E repito, isso é jogado na nossa cara como se as coisas fossem auto-explicativas, me peguei várias vezes perdido no mundo de alguém que eu não fazia ideia quem fosse.

Jimmy com o Pai e a imaginação rolando loucamente.

Futuro, presente, passado? Só se você realmente prestar atenção.
Não consigo recomendar o livro, pois ele não apresenta nada de especial, apenas um cara com problemas de relacionamento e muito medroso, com uma imaginação fértil, um pai desconhecido e uma vida muito, mas muito chata. Acho que chega a ser impossível terminar a HQ sem se sentir pelo menos 1% deprimido.

A HQ realmente é fora do comum, mas se você tiver interesse, leia por sua conta e risco.