sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Unhas - Paulo Wainberg


Aproveitei uma promoção da Saraiva e comprei esse livro pensando ser algum livro de contos sobre crimes, ou algo do tipo, e na verdade é, mas infelizmente o autor falhou muito, e vou falar o por quê.


Tudo começa com uma descrição diferente no site e outra no livro, o que poderíamos pensar que seria um relato de crimes de uma pessoa, nada mais é do que uma longa conversa do criminoso com sua vítima.

Unhas é um assassino, ou exterminador de paixões proibidas, melhor explicando, ele acaba com o problema de alguns homens que começam a enlouquecer por causa de alguma mulher. E ele só trabalha para homens, pois as mulheres conseguem resolver seus problemas sozinhas, e tem toda uma questão de que mulher é muito emotiva ou algo do tipo.

Ok, o começo do livro nada mais é do que o próprio Unhas relatando o sequestro da sua próxima vítima, ao longo dos capítulos, que são bem curtos e chegam a passar mais de 50, ele relata à sua vítima crimes cometidos no passado, conta uma estória de um livro que o inspirou, e que servirá como base para o seu crime.

Não fosse só isso, o Unhas conta como era sua vida normal antes disso tudo, com isso consegui criar um perfil dele, e na verdade um perfil péssimo, algo de uma pessoa realmente com problema psicológicos. Há partes dos casos que são horríveis de se ler, altamente desnecessárias, na verdade se você pular algumas páginas não sentirá nenhuma falta.

Não consigo pensar para quem eu recomendaria esse livro, o autor é brasileiro, botei fé quando comecei a ler, mas acho que ele poderia abordar mais o mistério e as estórias sem envolver o relacionamento sexual dos personagens, sem precisar usar e abusar de uma linguagem depravada. Como falei, o livro tinha tudo para ser ótimo, mas infelizmente as coisas foram por um caminho totalmente diferente, as vezes me pego pensando se sou preconceituoso em generalizar que filmes brasileiros são iguais e com uma linguagem/estória meio que "pesada", agora posso adicionar a esse pensamento um livro.

OBS.: Só gostaria de falar um detalhe, amei a capa com relevos nos azulejos..

terça-feira, 15 de outubro de 2013

TBR Jar Outubro

Pensei que outubro não teria nenhum TBR por vários fatores, não consegui ler a meta do mês passado, comecei a ler outro livro e ainda por cima esqueci o pote com os papeis de sorteio em Caruaru, então resolvi utilizar o Random.org e o Skoob aonde organizei por ordem de o que queria ler, enumerei tudo num documento do Word, e como falei, a partir de outubro sortearei apenas um livro para a meta mensal!

Os livros são:
1.       Chico Bento - Pavor Espaciar
2.       Jimmy Corrigan, O Menino Mais Esperto Do Mundo
3.       Simon's Cat vol. 2
4.       Esaú e Jacó
5.       Homem-Máquina
6.       Bling Ring
7.       Snoopy e Sua Turma
8.       O melhor de Hagar o Horrivel - 4
9.       Assassinato na Casa do Pastor
10.   Praticamente Inofensiva
11.   A Juba do Leão
12.   Delírio
13.   O Mundo de Downton Abbey
14.   Nuvem da Morte
15.   Até Mais, E Obrigado Pelos Peixes!
16.   Laços Inseparáveis
17.   Maigret
18.   Cartas na mesa
19.   Almanaque do Fusca
20.   O solteirão nobre
21.   Almanaque Anos 80
22.   Memórias de Sherlock Holmes
23.   A Vida, O Universo e Tudo Mais
24.   Para Sempre
25.   Sherlock Holmes em: Os Seis Bustos de Napoleão
26.   Querido John
27.   Star Trek: the original series 365
28.   Aventuras Inéditas de Sherlock Holmes
29.   O Último Adeus de Sherlock Holmes
30.   A Filha da Minha Mãe e Eu
31.   Blog Entenda a revolução que vai mudar o seu mundo
32.   O Diário de Anne Frank
33.   Um Escândalo na Boemia e Outras Aventuras de Sherlock Holmes
34.   A Ciclista Solitária e Outras Histórias
35.   O vampiro de Sussex e outras histórias
36.   Lady Almina e a verdadeira Downton Abbey
37.   Star Trek: the next generation 365
38.   The Making of Mr. Gray's Anatomy
39.   1808
 Vamos ao sorteio? (Detalhe, do 32 ao 36 são livros desejados que eu não tenho).

Número 7, que é... "Snoopy e Sua Turma", por ser um livro pequeno e de quadrinhos, me darei o direito de sortear outro. :p


Número 26, que é "Querido John"..

Em breve review dos livros que li até o momento. :)

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

O Mistério de Marie Rogêt - Edgar Allan Poe

Foi o primeiro livro/conto que leio do Poe, devo confessar que depois de algumas estórias de detetives escritas por Conan Doyle e Agatha Christie, é complicado ler outras sem ter que esperar muito.

A escrita é bem antiga mesmo, você até vê na tradução em português, o jeito de narração é meio enfadonho, não sei se foi erro da L&PM, mas tem hora que eu me perdia nos diálogos que não começavam com travessões.

Além disso, a estória para mim não teve graça, visto que os detetives eram, o que eu chamei de "detetives de cadeira", simplesmente não iam à campo, as 'investigações' eram feitas, ao que parece, dentro de um lugar com vários jornais que contavam versões e notas sobre o assassinato, os detetives diziam que tal informação era um absurdo, e que aquilo não fazia lógica, no final das contas eles reconstruíam o caso a partir de várias informações diferentes encontradas em jornais.

E teve uma coisa que eu não gostei....

[SPOILER!!!] A estória termina e simplesmente não tem fim. [/SPOILER!!!]

Por ser um livro baseado em fatos reais, várias coisinhas foram trocadas, como o nome de personagens e jornais, mas a editora se preocupou em nos situar colocando notas explicando aonde ocorreu, qual era o nome do jornal original de cada fato.

Esperei muito e não gostei quase nada do livro, deduzir sem provar nada e ficar criando teorias para chegar numa teoria sem fim enche o saco de qualquer um.

O Mistério de Marie Rogêt é da coleção 64 páginas da L&PM Pocket e custa apenas R$5.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

O Lado Bom da Vida - Matthew Quick

Depois de um longo tempo sem ler os últimos best-sellers, O Lado Bom da Vida foi um dos livros que mais me fez ter curiosidade, visto que até já tinha ganhado uma adaptação cinematográfica.

No Skoob muitas pessoas reclamam pelo fanatismo do personagem principal pelo time de futebol americano Eagles, bem, pelo que eu saiba esse time é a mesma coisa que o Corinthians e tantos outros times aqui no Brasil, faz parte do cotidiano das pessoas lá torcer por um time assim como se faz aqui, e temos que levar em consideração a condição que o Pat Peoples está, ele acabou de sair do 'lugar ruim', a clínica psiquiátrica, que foi colocado após acontecer alguma cosia entre ele e sua mulher, algo que só descobrimos lá pro fim do livro.

No decorrer da estória vemos que Pat está tentando "melhorar" para quando acabar o 'tempo separados' voltar com sua esposa, por isso ele se concentra em ler livros que a Nikki lia, a malhar compulsivamente para queimar toda a gordura do corpo e ficar mais apresentável.

Ahhh.. Se prepare para receber belos spoilers quando ele comentar sobre os livros.

O livro é escrito por ele mesmo, que quer mostrar para a Nikki como foi difícil ficar longe dela e como ele se esforçou pra caramba para melhorar, ou seja, você irá ver como é o dia-a-dia de alguma pessoa com transtorno psiquiátrico, e ele trata isso como algo muito normal, estranhei isso, mas no fim das contas você só vai querer que as coisas se acertem.

Pat não quer esquecer a Nikki, mas aí aparece Tifanny, e... bem, muitas coisas irão acontecer, por isso recomendo fortemente a leitura.

~ Acabei de assistir o trailer do filme, fiquei bem curioso para assistir, procurando na Americanas logo ~

É um estória linda, não tem como não sofrer junto em certas situações, mas como eu falei, no fim das contas você vai querer que as coisas se acertem, pois existe sempre um lado bom da vida.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

E eu tentei ler Augusto Cury novamente..

Tentei e tentei por vezes ler Augusto Cury, já tinha os dois primeiros volumes da série O Vendedor de Sonhos desde 2010, em 2012 fui obrigado a ler O Futuro da Humanidade na faculdade, e esse ano graças ao TBR Jar de Agosto me obriguei a ler um dos livros antigos que tenho dele.

Comprei pela primeira vez por indicação; procrastinei por anos; e me arrastei por quase um mês para passar da página 100; hoje oficialmente desisti de ler o livro ao chegar à página 137.

Deixa eu explicar..

Como já falei, tentei ler O Futuro da Humanidade, e quase cheguei ao fim do livro, o que me dá uma certa autoridade de perceber que existe uma fórmula nas estórias que li, lhe apresento aqui: [SPOILER] "mendigo/cara pobre e desconhecido é muito cheio das ideias" + "alguém passa por uma situação complicada e acha interessante buscar alguma informação do desconhecido que fala pelos cotovelos" + "os nomes dos personagens são de pessoas conhecidas na história humana" + "o mundo pode ser melhor se você agir diferente que todos" + "o mundo é estranho" + "frases de efeito" = livro de Augusto Cury. [/SPOILER]


As estórias são muito estranhas, o autor cria um universo estranhamente impossível, inimaginável. O quê de autoajuda fala mais alto que a estória em si, situações quaisquer surgem para que um personagem dê um sermão de como tudo está errado.


Se você tem paciência de ler os livros do Augusto Cury, ok, mas sinceramente, não são livros que eu tentarei ler novamente tão breve.

domingo, 8 de setembro de 2013

TBR Jar Setembro

Esses foram os livros sorteados para setembro.

- Star Trek 365: TOS
- Unhas

A partir de outubro sortearei apenas um livro no TBR Jar.

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

O Mundo de Sofia - Jostein Gaarder

Já fazia algum tempo, na verdade um bom tempo que comecei a ler "O Mundo de Sofia" e não continuei a leitura por motivos de.. não ter o livro. Aproveitei uma oportunidade e fiz a compra do livro por um preço bem baratinho, a Maratona Literária me ajudou a impulsionar a leitura, vou explicar o motivo depois.

Sofia Amundsen é uma garota comum prestes a completar 15 anos, mas sua vida começa a ficar estranha ao começar a receber cartas de um anônimo professor/filósofo e cartões para uma menina chamada Hilde que chegam sempre às mãos de Sofia.

Essas cartas contêm folhas datilografas, são várias páginas, no decorrer do livro vemos que Sofia resolve juntá-las num fichário velho, formando assim seu curso de filosofia.

A estória trás um mix de imaginário e de ensino sobre filosofia, certos momentos o livro começa a ficar meio que com uma leitura pesada, ou seja, tenho certeza que no tempo que comecei a lê-lo teria desistido da leitura por causa dessa forma super-informativa de preencher páginas e páginas de informações sobre cada período e cada filósofo, não sei ao certo se a leitura é indicada para crianças, mas a estória é muito divertida, apesar de algumas vezes enfadonha.

Se você é como eu, uma dica, não leia a orelha do livro, a editora fez o favor de dar um spoiler da estória que só acontece da metade do livro pro final.

O livro foi interessante por informar e me ajudar a criar certos conceitos sobre algumas coisas, mas infelizmente no quesito do enredo, da estória, do desenvolvimento dos personagens, achei que em um certo ponto as coisas correram, o final foi engraçado, meio triste (talvez você nem sinta isso) e confuso. Pensei que haveria um "felizes para sempre", Sofia crescida, ou algo assim, mas não, o mundo de Sofia mudou completamente na sua festa de 15 anos, isso é aceito e pronto, fim da estória.

Mesmo assim, recomendo a leitura deste livrinho de 547 páginas, a Companhia das Letras relançou o livro com uma nova e não tão bonita capa, prefiro a antiga que é a que eu tenho. É possível encontrá-lo a partir de R$36,90.

sábado, 31 de agosto de 2013

Just a Geek - Wil Wheaton

Just a Geek é uma autobiografia escrita pelo ator Wil Wheaton, ele participou de Jornada nas Estrelas: A Nova Geração, e no meio da série resolveu sair, uma boa ou uma má decisão?

No livro Wil Wheaton fala sobre isso, em certos momentos parece que Wheaton está arrependido, e parece que não vale a pena ler mais de duzentas páginas falando sobre esse problema, mas Wil nos conta histórias que aconteceram na sua vida, ele realmente sabe escrever, fazendo então com que a história torne-se atrativa.

O livro foi baseado no seu blog, lógico que não é apenas um monte de CTRL C e CTRL V, ele adapta o texto para o passado (até por que já aconteceu o que ele escreveu no blog) e ainda comenta os posts, acrescentando fatos antes e depois da história.

Achei que talvez o livro tenha exposto muito a vida do ator, mas ele escreveu de forma sincera, mostrando que no final das contas ele é Apenas um Geek.

Just a Geek é publicado pela O'Reilly em inglês e pode ser encontrado a partir de US$12,18 ou £10,99

domingo, 4 de agosto de 2013

#maratonaliterária - Dia 7 @maratonalit [FIM]

Olá pessoal, esse foi o fim da Maratona Literária, pelo visto os últimos 3 dias foram meio difíceis, esse foi o segundo dia que não consegui passar nem das 100 páginas lidas.

Vamos fazer uma retrospectiva?

Consegui ler 4 livros por inteiro, que foram:

  1. O Mundo de Sofia - Josten Gaarder (a partir da 206)
  2. O Lado Bom da Vida - Matthew Quick
  3. O Mistério de Marie Rogêt - Edgar Allan Poe
  4. Como falar com as garotas nas festas - Neil Gaiman

E parei por enquanto na página 97 de:
  • Just a Geek - Wil Wheaton
O total foi de cerca de 775 páginas lidas nos 7 dias. Média de 110 páginas por dia. E infelizmente terminei com um saldo negativo de 428 páginas.

Aos poucos vou fazer os reviews de todos os livros lidos.
De seis participei de quatro desafios (Dias 1, 2, 3, 5), foi muito divertido participar deles, pois simplesmente pude utilizar o que eu conhecia de alguns livros para poder mostrar como eu me sentia depois de ter lido eles ou o que eles me transmitiram.

Apesar de não ter terminado a meta, consegui ler mais do que leria normalmente, a faculdade consome meu tempo e as férias foram ótimas para ler, principalmente na Maratona, onde poderia me cobrar um pouco.

Status: 775/1203
Faltou: 428

Com certeza próxima Maratona irei participar. Valeu pessoal! :)

#maratonaliterária - Dia 6 @maratonalit

Êêêêêê preguiça Brasil!!

No sábado li menos de 40 páginas, além da preguiça também fui ao sítio, e para não ser um antipático fiquei conversando com o pessoal e deixei o livro no carro.

Mas uma coisa interessante é que meu quinto e talvez último livro da maratona é o Just a Geek, o único livro da maratona que está em inglês e ainda por cima tem mais de 6 meses de comprado, pra ser mais específico, comprei em 20/08/2010.

Status: 739/1203
Faltando: 464

---
Desafio #6 - Via: Café com Blá Blá Blá

O sexto e último desafio consistia em criar uma playlist que tivesse alguma relação com um livro, mas novamente minha criatividade está meio falha, não consigo encontrar músicas que combinem com os livros que leio, por isso resolvi pular esse desafio. :s

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

#maratonaliterária - Dia 5 @maratonalit

Hoje consegui retomar a leitura, mas estou e continuo meio abaixo da minha meta diária de 171 páginas por dia.

Um fato interessante é que li as duzentos e poucas páginas que faltavam em O Lado Bom da Vida, foi uma leitura bem confortável e legal.

Só lembrando que todos os livros que li irão ter resenhas aqui no blog após a Maratona Literária.

Status: 678/1203
Faltando: 525
---
Desafio #5 - Via: Burn Book

O desafio de hoje nada mais foi do que criar um quote para um livro que admiramos/gostamos, pois bem, hoje acabei de ler O Lado Bom da Vida, amei o livro e olha minha chamada aí:

"Você irá descobrir que no final, todo filme tem uma continuação ou uma surpresa"

#maratonaliterária - Dia 4 @maratonalit

Quarto dia da maratona e uma segunda negação no avanço da meta diária, visto que viajei ontem.

Foram 37 páginas de O Mistério de Marie Roget + 51 de O Lado Bom da Vida, totalizando 88 páginas.

Já fiz meus cálculos, no 5º dia tenho que terminar O Lado Bom da Vida e ler mais algumas boas páginas de outro livro para poder acompanhar a meta de 171 páginas por dia.

Infelizmente não participei do desafio do dia, viajei cedo e cheguei tarde, além disso não estava com tanta criatividade para criar uma imagem com uma citação de um livro, essa era a meta do Psychobooks.

Status: 469/1203
Faltando: 734

quarta-feira, 31 de julho de 2013

#maratonaliterária - Dia 3 @maratonalit

Iniciei O Mistério de Marie Rogêt do Edgar Allan Poe, apenas 64 páginas, mas só li 27 .. :(

Verdadeiramente o dia foi tomado por preguiça, não fiz nada e muito menos cheguei próximo da minha meta diária (171 paginas).

Vou tentar ler mais um pouco.

Status: 381/1203
Faltando: 822
---
Desafio #3 - Via: Amout of Words
O desafio de hoje nada mais foi que construir um textinho de 300 caracteres com o nome de um livro. Escolhi "Os Crimes ABC" da Agatha Christie:

"Os crimes eram tantos, tantos que não podiam ser contatos com os dedos das mãos e dos pés, na verdade era mais fácil criar uma lista, que foi batizada como OS CRIMES ABC. Uma longa lista que era construída alfabeticamente."

#maratonaliterária - Dia 2 @maratonalit

Leitura corrida hoje, pensei que não iria conseguir finalizar O Mundo de Sofia, mas enfim terminei. :)
Hoje quebrei dois recordes, ultrapassei minha meta diária e ainda por cima finalizei um livro. Vamos aos dados?

Status: 354/1203
Faltando: 849
---
Desafio #2 - Via: Bookeando

O segundo desafio pede que registremos um elemento, personagem ou qualquer coisa de um livro favorito em imagem, tanto foto como desenho.
Resolvi registrar um elemento principal de O Clube do Filme que são os filmes. Só um detalhe, com exceção de O Poderoso Chefão, nenhum dos filmes foram citados no livro, mas todos são especiais e estão na minha coleção.

Filmes:

  • Não é Você, Sou Eu
  • Curtindo a Vida Adoidado
  • O Poderoso Chefão - DVD Collection

segunda-feira, 29 de julho de 2013

#maratonaliterária - Dia 1 @maratonalit

Olá pessoal, faltando alguns minutos para o fim do primeiro dia da maratona e só posso dizer uma coisa, tive minhas horas de preguiça, mas li para caramba e estou com a cabeça doendo um pouco, isso é o resultado de ler mais de 158 páginas de O Mundo de Sofia, QUANTA FILOSOFIA MEU DEUS!!

Além disso li Como falar com as garotas nas festas, do Neil Gaiman, falei que o livro tinha 45 páginas, mas na verdade ele tem apenas 19 e mais alguns capítulos de um livro novo do Neil, no qual eu não li.

Minha meta é de no mínimo 171 páginas por dia, hoje consegui 177, na verdade queria ter atingido mais um pouco, mas valeu.

Status: 177/1203
--
Desafio #1 - Via: Por essas Páginas
O primeiro desafio nada mais é que escrever uma carta para um personagem de algum livro, que poderia ser até mesmo de outro livro que eu já tenha lido, mas resolvi seguir o vício de cartas e cartões em O Mundo de Sofia e vos apresento meu texto:

Sofia encontrou dentro do seu esconderijo na sebe um envelope branco com o seguinte texto: 
Hilde Møller Knag, a/c Sofia Amundsen, Kløverveien, 3... 
Olá Hilde, venho por meio desta carta dizer que estou bastante feliz de lhe conhecer, e digo que talvez tudo o que você está vivendo recentemente não seja tão estranho assim, às vezes eu passo por situações iguais a sua, é assustador pensar ou saber que o que você está passando algumas vezes pode mudar ao virar a página. 
E poxa, você tem muita paciência e cabeça, o tanto que você leu passou algumas horas, estou lendo há alguns dias e simplesmente fiquei com uma baita dor de cabeça no meio da leitura.
Bem, vou indo agora, até uma próxima.
P.S.: E também admiro você Sofia Amundsen, continue com suas aulas de filosofia.


Daniel Vieira

domingo, 28 de julho de 2013

E amanhã.. #maratonaliterária

Amanhã inicia a Maratona Literária, para quem tiver interesse, logo no fim do dia (depois das 19hrs) vou fazer um post falando como foi meu progresso no primeiro dia.


E seguindo o mesmo esquema ,diariamente vou fazer um post sobre minha leitura.
Essa meta é meio louca, visto que normalmente não consigo ler um livro em menos de uma semana, mas como tentarei me dedicar mais, talvez eu consiga. E uma coisa engraçada que descobri, minhas aulas começam dia 5, um dia depois do fim da maratona. :)

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Maratona Literária

Eu vi no instagram do @papodelivro esse desafio que estava rolando, na verdade eu já havia visto mais cedo o fim do Read-a-thon da Katytastic, fiquei com vontade e aproveitei o incentivo que o blog Café com Blá Blá Blá junto com outros blogs estão dando e vou participar do "campeonato" de leitura.


Minha meta não irá se basear em páginas por dia, por isso vou listar os seguintes livros que desejo cumprir a leitura entre 29/07 - 04/08:


O Mundo de Sofia - Josten Gaarder (a partir da 206)
O Lado Bom da Vida - Matthew Quick (254 páginas)
O Mistério de Marie Rogêt - Edgar Allan Poe (64 páginas)
Morte nas Nuvens - Agatha Christie (254 páginas)
Just a Geek - Wil Wheaton (267 páginas)
Atualização 28/07: Como falar com as garotas nas festas - Neil Gaiman (45 19 páginas) *

Serão 1203 páginas!!

* É um e-book que vou ler no celular, ele tem 45 páginas, mas apenas 19 do conto.

Quem tiver interesse, lê as regras e faz a inscrição, por que vai ser bem divertido, e vai ter vários prêmios!

Ahh.. Falando na Katytastic, ela gravou um vídeo pré-Read-a-Thon com 5 dicas para você conseguir chegar a sua meta.


E para quem quiser me acompanhar, estarei postando diariamente a partir do dia 29 e também estarei aceitando todos que me adicionarem no Skoob, lá eu coloquei como meta os livros que irei ler na maratona.

A Culpa é das Estrelas - John Green

Depois de muito tempo consegui ler um livro inteiro em menos de uma semana, e isso já diz muito sobre o livro, pelo menos para mim.

A Culpa é das Estrelas relata a estória entre Hazel e Augustus, dois adolescentes que, como a maioria de todos os adolescentes no livro, tem câncer. Ela tem um câncer que inicialmente era localizado na tireóide e ele um câncer no osso (Osteosarcoma).

A estória é contada por Hazel, que vive uma vida de "odeio minha vida e tudo o que vivo e sou obrigada a viver", só que isso muda quando ela conhece Augustus Waters, que segundo a visão dela, é um cara perfeito.

Eu sei que é meio chato, mas é como a própria Hazel fala várias vezes, ela é como uma granada pronta para explodir, e você acompanha o desenvolvimento do relacionamento entre os dois e só fica imaginando o momento em dizer adeus a Hazel, mas então no ponto alto do relacionamento eles conseguem realizar um grande sonho da Hazel que ajudará a fortalecer a "amizade", que acaba tendo ódio de uma coisa específica.

Dentro de várias provações o amor deles é testado durante todo o livro, a estória é linda, o fim é muito lindo, mas assim como a Hazel tinha curiosidade sobre o fim de UAI (Uma Aflição Imperial, livro preferido dela), você percebe que foi treinado durante o livro para também sentir curiosidades após o fim do livro.

Não sei quem já leu, mas com ou sem o câncer, o livro me mostrou como é importante viver cada dia, e mesmo na pior situação você pode fazer alguém feliz.

Ahh.. Eu não consegui chorar, mas não que o livro não tenha funcionado comigo.

Interessante é que este livro foi o meu segundo livro após a overdose de livros da L&PM, já fazia muito tempo (na verdade cerca de um ano) que eu estava apenas lendo pocket books.

A Culpa é das Estrelas é da Intrínseca e pode ser encontrado a partir de R$24,90.

domingo, 21 de julho de 2013

Lendo...


Depois de muito tempo estou lendo este livro que venho sonhando por anos, na verdade eu já tinha começado a ler ele, já faz um tempão, mas comecei.

Interessante é que eu achava o livro mais interessante do que estou achando hoje, é como comentei no meu facebook, parece que estou aprendendo mais sobre filosofia com O Mundo de Sofia do que aprendi na escola.

Tomei dois spoilers sobre a estória, um na orelha do livro antes mesmo de iniciar a leitura e outro quando dei uma pesquisada rápida na internet, sem querer me vi lendo a trama. Mas comentarei isso na resenha, ainda faltam umas 400 páginas para ler.

sexta-feira, 19 de julho de 2013

O Restaurante no Fim do Universo - Douglas Adams


Depois de dois anos continuo a saga de O Guia do Mochileiro das Galáxias, meu relacionamento com o primeiro livro foi mais de ódio do que de amor, eu realmente não conseguia entender qual era a do Douglas Adams.

Mas em O Restaurante no Fim do Universo as coisa mudaram, no passado reclamei muito dos nomes complicados, e hoje estou bastante mente aberta quanto a este assunto, vide eu aprender a falar e escrever Raxacoricofallapatorius (Doctor Who também ensina).

Neste livro a turma ainda continua sua viagem louca à procura da resposta para tudo no universo, sendo que logicamente estão fugindo do perigo, mais coisas loucas acontecem (por que, né? sempre vai ter) e eles acabam indo parar num restaurante que realmente está no fim do universo, onde a própria comida se oferece (eu me assustei um pouco com isso), o humor de Douglas Adams é meio pesado, tenho que admitir, chega a ser estranho, mas no final das contas é engraçado.

Mesmo depois de um hiato de 2 anos não fiquei perdido ao retomar a saga, visto que o livro dá uma breve recapitulada do que aconteceu de mais importante no livro anterior.

Pensei que muita coisa iria acontecer no tal restaurante no fim do universo, mas o restaurante só irá aparecer praticamente no fim do livro e não vai ser nada mais que uma parada breve dos aventureiros (mochileiros), depois disso o livro continua para o fim de uma estória meio entediante, depois de vários pulos via espaço-tempo dois dos quatro personagens principais acabam chegando a um planeta que está começando sua história e temos mais um pouco de enrolação até que chegamos ao final do livro e esperamos uma continuação.

--
Entendam, não que eu não tenha gostado do livro, mas a saga é uma coisa meio sem lógica, no meu Skoob cheguei a dar 3 estrelas de 5, então ele quase passou no meu conceito, mas ainda existem mais 3 livros desta saga, espero que eles sejam melhores do que os dois primeiros e que a estória consiga se desenvolver com lógica e não simplesmente: "estou sem inspiração, vou mudar totalmente a cena e a situação dos personagens".

quinta-feira, 18 de julho de 2013

The Looney Tunes Treasury




Depois de muito tempo, um novo vídeo!!

Este livro mostra diversas curiosidades dos personagens do Looney Tunes, além disso vem com diversos extras, como: cartões postais, adesivos, scripts, máscara e etc..

Para comprar:

sexta-feira, 21 de junho de 2013

[Cinema] Velozos e Furiosos 6

Admito que estou sendo bem eclético, na verdade estão me levando a ser eclético, Homem de Ferro e Velozes e Furiosos não são filmes que eu iria no cinema sozinho e assistiria por minha escolha.

Deixando o preconceito de lado, como já falei no post do Homem de Ferro 3, Velozes e Furiosos é uma das franquias que eu simplesmente não assisti nenhum filme, o mesmo medo de ficar perdido aconteceu, mas um amigo me ajudou contando o que tinha acontecido em filmes anteriores para eu poder me situar.

Ok. Para quem achava que um filme de: carro, carro, mulheres, carro, rachas de carro, alta velocidade, mulheres, carro, e logicamente carros, não seria um filme bom, eu me enganei, isso vai até ser importante, pois eu tenho uma lata com os três primeiros filmes que já está enferrujando (literalmente).

Fonte: 7 marte

Nesse filme a trupe, ok, não me forcem a usar o termo certo, eu não sei o que eles são, uma gangue? uma máfia? um grupo de amigos corredores que cometem crimes e aparentemente se juntou ao governo?, se reúne para encontrar uma amiga que voltou do túmulo, graças a Deus teve uma explicação do que tinha acontecido e o que aconteceu para ela não estar morta, por que eu fiquei voando realmente.

Só sei que gostei da ação, o enredo do filme é interessante, como citado, eles realmente são uma família, e isso tornou o filme um pouco mais interessante.

Uma dica, espere um pouco pelos créditos, haverá uma curta sequência que será um prequel para o próximo filme.

Nota: 7. Ele tem que passar por média, né?
E uma segunda dica, assim como eu você não conhece a sextologia (sim, eu googlei)? O Resenha em 6 fez um especial com pequenas resenha divertidas sobre os 6 filmes da franquia, vale a pena ler.


quinta-feira, 20 de junho de 2013

[Cinema] Homem de Ferro 3

Sempre tive um preconceito com o Homem de Ferro, na verdade só via críticas de que o personagem interpretado pelo Downey Jr. era um playboy que vivia se glorificando de suas invenções e era um super-herói e blábláblá.

Pois bem, depois de alguns meses de correria resolvi ir no cinema com os amigos para curtir uma tarde off de estudos, decidimos ver algo que entrasse no nosso orçamento e horário, e entre Homem de Ferro 3 e Velozes e Furiosos 6, resolvemos assistir um filme que eu estaria apenas atrasado dois filmes, e não 5 (Sim, eu não acompanho muito sucessos).

Fonte: Vortex Cultural
Ok, fim da sessão, e aí?

Aí que eu simplesmente AMEI o filme. Não é um dos melhores que já vi, mas o Tony Stark é tudo o que falaram, mas não é um completo (total) idiota. Fiquei com medo de me perder na estória por não conhecer o personagem ou não ter visto os dois filmes anteriores, mas não, não me perdi e o filme foi fluido, sem muitas dúvidas, certo que possivelmente algumas coisas poderiam ter sido mais percebidas com a ajuda dos outros filmes.

Certos momentos foram de perder o folego realmente, e o fim foi meio "ahn?", não entendi, mas acho que algo bom vai vir, ou não. Não tem como não se envolver no filme.

Nota: 8. É bom, mas não é tão TÃO... "quero assistir os outros dois".

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Próxima leitura #12


Segundo volume da saga O Guia do Mochileiro das Galaxias, uma curiosidade até para mim, é que depois de dois anos e meio, estou continuando a saga, e não foi por falta de livro, eu tenho a coleção completa, mas é que o primeiro livro foi bem decepcionante, depois disso nunca mais dei uma chance, e a cada Dia da Toalha que passava eu me sentia culpado por não dar uma chance aos outros quatro livros.

Pois bem, em breve minha opinião sobre o segundo volume. E vai ser até interessante, pois chega de pocket books por algum tempo, tem praticamente dois anos que estou lendo apenas títulos da L&PM, o que não chega a ser muita coisa, visto que nesse tempo todo eu não tive tempo para ler muita coisa, santa odontologia. :s

[Cinema] Além da Escuridão - Star Trek

Star Trek: Into Darkness foi a coisa mais esperada desse ano por mim, não fui muito fã do primeiro filme, e quis acreditar que o segundo filme iria ser melhor.



E realmente foi, a experiência que passei do primeiro ao último filme me fez conhecer mais de Jornada, me fez saber que o reboot não foi tão legal. As coisas mudaram, semana passada eu assisti ao último episódio da série clássica, e foi interessante em termos de comparação.

Fonte: Pipoca dos Outros

Além da Escuridão em muitos aspectos considero sendo como a melhor forma de Jornada crescer novamente, os efeitos e 3D vão encantar os mais jovens, a tonelada de referências à série clássica são muito boas, são referências certas, engraçadas, pontuais (não foi necessário forçar algo para elas acontecerem).

Falando em referências, foram muito além (da escuridão?) de frases, consegui enxergar mais trejeitos no novo Kirk que são fiéis aos do Shatner. O trio McCoy, Spock e Kirk estão muito bem representados, eu acho que se houvesse uma forma de iniciarem uma nova série de Jornada, a tripulação desta Enterprise seria perfeita.

Só tenho uma coisa extra para comentar, a Inglaterra está invadindo os cinemas, Benedict Cumberbatch (Sherlock) e Noel Clarke (Doctor Who) arrasaram em suas atuações.

Umas pequenas vaias para o Cinemagic Caruaru que teve uma falha na projeção, os nomes que apareciam nos cantos superiores estavam sendo cortados.

Não lembro se no primeiro filme tinha, mas a música de encerramento igual a série clássica neste filme foi muito legal para atenuar que realmente estavam fazendo Jornada.

Nota: 10. Já quero continuação!!

terça-feira, 18 de junho de 2013

O Detetive Parker Pyne - Agatha Christie

Não há Poirot e suas investigações neste livro. Pelo menos dos 14 contos deste livro, 8 não são de crimes e mortes, são de "crimes do coração".
Parker Pyne era um funcionário público que passou 35 anos compilando estatísticas, na sua aposentadoria ele resolveu utilizar seu conhecimento sobre as pessoas para resolver crimes e problemas. Nos jornais da época você encontrava este anúncio:




Segundo o senhor Parker Pyne, a infelicidade pode ser classificada em apenas 5 categorias principais, assim como o médico, depois de diagnosticado a causa do problema, vem a cura. Nem sempre é possível curar a doença, mas no livro vemos que é praticamente possível resolver tudo, e com muita facilidade pelo visto. Santa Agatha Christie!

E como a rainha do crime não poderia deixar de ser ela mesma, não consegui desvendar nenhum mistério antes de acabar cada estória, na maioria delas acontece uma reviravolta muito grande, algo totalmente inesperado e simplesmente toda a teoria que você está formando vai por água abaixo.

O livro é publicado pela L&PM na versão pocket, tem 272 páginas e pode ser encontrado a partir de R$19,00.

quinta-feira, 11 de abril de 2013

A aventura de um cliente ilustre, seguido de: O último adeus de Sherlock Holmes - Sir Arthur Conan Doyle


Dois curtos e ótimos casos de Sherlock Holmes.

No primeiro, Sherlock tem um caso que não lhe é revelado quem é o contratante, mas ele terá que convencer alguém de acreditar na verdade, e ao que parece a pessoa está muito convencida, praticamente hipnotizada pela mentira.

No segundo, Sherlock se encontra em um caso de espionagem militar, ele terá que interceptar as mensagens e ainda por cima revelar o espião, mas como ele fará isso? E este, pelo visto foi o último trabalho do detetive.

Livro baratinho, apenas 5 reais, publicado pela L&PM e têm 64 páginas.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

O Gato do Brasil - Sir Arthur Conan Doyle

Conan Doyle abandona Sherlock Holmes e escreve pequenas estórias de suspense e terror.

Com exceção da primeira estória (O Funil de Couro), todas as outras tem o seu quê de mistério, sempre acontece uma reviravolta inesperada.

Mas não espere estórias investigativas, essa coletânea de contos mostrará apenas narrativas de personagens comuns e acontecimentos que beiram ao horror.

Acredito que se Doyle tivesse praticado mais um pouco, ele poderia ter escrito grandes livros de terror, mas ele realmente fez um grande trabalho com Holmes.

O livro faz parte da coleção 64 páginas da L&PM, a edição é em formato de bolso e custa apenas 5 reais.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Lendo...

Quatro histórias e visivelmente, nenhuma com Sherlock Holmes, vamos ver como Conan Doyle se virava sem o famoso detetive.

domingo, 17 de março de 2013

O Vale do Terror - Sir Arthur Conan Doyle

O Vale do Terror é mais uma estória de Sherlock Holmes envolvendo a maçonaria, aqui descrita como a "sociedade dos homens livres".

A estória se passa em torno da morte de um personagem, e a solução do problema é encontrada no passado dele, além disso, conseguimos ver o quão longe, nesse caso cronologica e geograficamente essa sociedade pode chegar, além de ver que no final de tudo, Moriarty também colocou seu dedo no meio.

Ao contrário da primeira aparição da maçonaria que li em Um Estudo em Vermelho, a estória da sociedade não está tão chata, mas a visão que nos é passada é de quão perigosa ela pode ser.

Não fiquei muito satisfeito com o final do livro, mas tenho certeza que os próximos serão melhores, pois ele terminou com um gostinho de continuará, e quem ler entenderá o sentido disto, pois de certa forma a estória do Vale acabou, mas a estória entre Sherlock e Moriarty continuará até Reichenbach.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Próxima leitura #11

Comprado na Livraria Imperatriz, pelo que eu saiba, a única livraria de Caruaru.. E é muito grande..
Ahhh.. Temos aí mais um detetive de Agatha Christie, será que ele é tão bom quanto o Poirot?

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

O Mistério do Trem Azul - Agatha Christie


Recentemente terminei de ler O Mistério do Trem Azul, bem, novamente Agatha Christie nos pega ao pensar quem é o culpado do crime. Agatha escrevendo Poirot é certeza de um bom livro, então nem preciso dizer muita coisa, ótimo livro, ótima estória, ótimos personagens e ótima escritora.


Em resumo a estória é a seguinte:
Mulher rica, que trai e com um casamento acabando por causa de seu marido que trai = acontece a morte dela misteriosamente, sua joia super cara e cheia de superstições sobre as antigas donas some. Quem será que a matou?

Nesse meio tempo, uma jovem fica rica ao receber o dinheiro da senhora que era acompanhante. No mesmo trem que ocorre o desastre a jovem encontra Poirot, o detetive pergunta para ela se ela acha interessante romances policiais, a jovem diz que sim, mas que não são reais. Bem, resumindo essa personagem, ela participará da estória principal do livro até o último minuto.

O livro é publicado no Brasil pela L&PM na versão pocket, e sempre com as belas capas que conhecemos da série Agatha Christie.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

On The Road - O livro do ano


Literalmente On The Road foi o livro do ano para mim, comecei a ler ele no inicio do ano de 2012 e fui terminar nos últimos dias de Dezembro, tudo isso graças a duas coisas: falta de tempo e estória chata.


A ideia que tinha do livro antes de começar a ler era totalmente diferente de quando terminei o livro, o universo de aventuras na estrada parecia interessante, mas fatores como irresponsabilidade, drogas e mais irresponsabilidade e drogas acabam com o que poderia ser interessante. E isso se repete da primeira até a última página, no final dá para ver que esse mix não poderia continuar e ponto final. Continuo a me perguntar qual era o objetivo dessa longa aventura.

Eu sei, o livro é um retrato de uma juventude rebelde e coisa e tal, possivelmente baseada na vida de Jack Kerouac e seus amigos, mas no final de mais de 300 páginas você só consegue ver a loucura dessas pessoas correndo pelos Estados Unidos, os longos parágrafos intermináveis eram cansativos, parecia que Jack desabafava em palavras e não parava para respirar enquanto escrevia. A estória tem um começo e um meio, mas o fim parece que não aconteceu neste livro, talvez esteja em outro livro de Kerouac, talvez o fim de On The Road foi o fim da vida do escritor, não sei, mas ao ler a última frase fiquei com saudade dos personagens Sal e Dean, parece que a estória da vida deles ia apenas começar, mas veio o fim e pronto.

On The Road, é publicado pela L&PM, tenho a edição em pocket, mas é possível adquirir o livro em vários formatos, em pocket, tamanho normal e também a edição sem cortes com o manuscrito original. Além dessa capa é possível adquirir o livro com a capa do filme do Walter Salles.