segunda-feira, 9 de maio de 2011

A Senhora do Jogo - Sidney Sheldon (e Tilly Bagshawe)

Depois de mais de quatro meses consegui concluir a leitura de “A Senhora do Jogo” de Sidney Sheldon. A estória é ótima, apesar de não ter sido escrito pelo próprio Sidney, o livro continua com os mesmos traços de escrita do autor, cito isto em relação da luta das mulheres contra algum inimigo, a busca por um amor e a vontade de atingir algum alvo.

“A Senhora do Jogo” é a continuação de “O Reverso da Medalha”, que ainda não tive a oportunidade de ler, mas mesmo sem ler a primeira parte da estória sinto que não perdi muita coisa, os personagens não ficaram sem explicação para mim.

O que achei interessante nesse livro é o toque moderno dele, é fascinante passar por cerca de 40 anos em algumas páginas e não só ver o avanço na tecnologia pessoal mas também a médica (não vou esclarecer direito para não fazer spoiler da estória), lógico que de certa forma alguns desses avanços são mostrados de forma irreal.

Achei triste, interessante, excitante e ao mesmo tempo desgastante a trama da estória em volta da grande Kruger-Brent, certo que seria esperado isso, mas fica realmente cansativo ver de certa forma a mesma coisa acontecer como se fosse uma maldição jogada em todos os personagens.

Ao terminar de ler o livro senti a necessidade de continuação, a estória estava indo muito bem e quem sabe poderíamos ter alguma continuação de alguns capítulos, mas acho que isso ficará para algum novo livro depois.

O livro me mostrou algo que pode ser encarado de diversas formas: 'você deve lutar pelos seus sonhos, mas quem define o grau da luta é você'.

Um comentário:

  1. Oi Daniel Tudo bem ?
    Dá uma passadinha no meu blog você vai gostar
    http://jucebritto.blogspot.com/

    ResponderExcluir